*Educação Infantil*Um trabalho apaixonante...

ESCOLA DE EDUC. INFANTIL " MARIA MONTESSORI"R: Serra de jairé, 1465 Fone: (11) 2268. 4931 // 3455.0925 //// 3562.1741 email: montessoritania@gmail.com ( 27 anos de experiência!!)

31/3/07

A Concepção Problematizadora da Educação....

        
                 

                      A Concepção Problematizadora da Educação

Nesta concepção, o conhecimento não pode advir de um ato de "doação" que o educador faz ao educando, mas sim, um processo que se realiza no contato do homem com o mundo vivenciado, o qual não é estático, mas dinâmico e em transformação contínua.

Baseada em outra concepção de homem e de mundo, supera-se a relação vertical, estabelecendo-se a relação dialógica. O diálogo supõe troca, os homens se educam em comunhão, mediatizados pelo mundo. "...e educador já não é aquele que apenas educa, mas o que, enquanto educa, é educado, em diálogo com o educando, que ao ser educado, também educa ...".

Desse processo, advém um conhecimento que é crítico, porque foi obtido de uma forma autenticamente reflexiva, e implica em ato constante de desvelar a realidade, posicionando-se nela.

O saber construído dessa forma percebe a necessidade de transformar o mundo, porque assim os homens se descobrem como seres históricos.O Educar para Paulo Freire... Educar é construir, é libertar o homem do determinismo, passando a reconhecer o papel da História e onde a questão da identidade cultural, tanto em sua dimensão individual, como em relação à classe dos educandos, é essencial à prática pedagógica proposta.

Sem respeitar essa identidade, sem autonomia, sem levar em conta as experiências vividas pelos educandos antes de chegar à escola, o processo será inoperante, somente meras palavras despidas de significação real.

A educação é ideológica, mas dialogante, pois só assim pode se estabelecer a verdadeira comunicação da aprendizagem entre seres constituídos de almas, desejos e sentimentos.A concepção de educação de Paulo Freire percebe o homem como um ser autônomo.

Esta autonomia está presente na definição de vocação ontológica de ‘ser mais’ que está associada com a capacidade de transformar o mundo. É exatamente aí que o homem se diferencia do animal. Por viver num presente indiferenciado e por não perceber-se como um ser unitário distinto do mundo, o animal não tem história.

A educação problematizadora responde à essência do ser e da sua consciência, que é a intencionalidade.A intencionalidade está na capacidade de admirar o mundo, ao mesmo tempo desprendendo-se dele, nele estando, que desmistifica, problematiza e critica a realidade admirada, gerando a percepção daquilo que é inédito e viável.

Resulta em uma percepção que elimina posturas fatalistas que apresentam a realidade dotada de uma determinação imutável.

Por acreditar que o mundo é passível de transformação a consciência crítica liga-se ao mundo da cultura e não da natureza. O educando deve primeiro descobrir-se como um construtor desse mundo da cultura. Essa concepção distingue natureza de cultura, entendendo a cultura como o acrescentamento que o homem faz ao mundo, ou como o resultado do seu trabalho, do seu esforço criador. Essa descoberta é a responsável pelo resgate da sua auto-estima, pois, tanto é cultura a obra de um grande escultor, quanto o tijolo feito pelo oleiro.

Procura-se superar a dicotomia entre teoria e prática, pois durante o processo, quando o homem descobre que sua prática supõe um saber, conclui que conhecer é interferir na realidade, percebe-se como um sujeito da história.

Para ele "não se pode separar a prática da teoria, autoridade de liberdade, ignorância de saber, respeito ao professor de respeito aos alunos, ensinar de aprender".

Prof: Tânia Juliani                  

Contato: email: montessoritania@ig.com.br

Fones: 6843.31.93/// 66066944 //

criado por montessoritania    22:39:27 — Filed under: Sem categoria

39 Comments »

  1. Profª Tânia Juliani Como individuo não podemos mudar o mundo todo de uma hora para outra, mas podemos fazer a nossa parte, por desenvolver uma percepção que elimina posturas fatalistas. Parabéns, por nos proporcionar mais um momento de reflexão! Márcia

    Comment by marcia oliveira — Monday, 9 de April de 2007 @ 13:30:03

  2. Quando escuto a Profª Ms Dinéia Hypolitto dizer com tanto carinho do Profº Paulo Freire, não conseguimos imaginar que ser tão especial ele é, por isso segui seus conselhos e passei a pesquisar e ler Paulo Freire. Iniciei com a leitura de Nita e Paulo, que me levou as lágrimas de emoção pelo amor que ela nos transmite por ele, um homem extraordinário. Lendo mais algumas informações pesquisadas na internet percebi que ele é um educador que não existe igual. Quero, ao final desses 3 anos, levar comigo toda a sabedoria Freiriana e poder divulgá-la em todo mundo. Obrigada!

    Comment by Rachel Navarro Blasques — Tuesday, 10 de April de 2007 @ 00:28:46

  3. Este texto nos reflete o verdadeiro papel do educador na aprendizagem, levando em conta que o educador não apenas educa, mas também é educado quando conversa com o educando. Depois daquela aula dada pela professora Dinéia sobre Paulo Freire, podemos ver a sua importância na educação e o quanto é encantador, ele sempre nos ensinará muitas coisas e agregará conhecimentos na nossa formação, pretendo ler e pesquisar sobre ele, assim enquecendo meu conhecimento. Mais uma vez obrigada!

    Comment by Iris Souza Dunga — Tuesday, 10 de April de 2007 @ 16:58:59

  4. Profª Tânia, Este texto me leva a uma longa reflexão, fazendo com que minha concepção de educação seja ampliada. O texto em si é um grande instrumento de sensibilização, pois nos leva a pensar numa outra lógica de aprendizagem onde o diálogo é a base fundamental. Tendo presente o pensamento de nosso grande educador, Paulo Freire, percebo que a educação tem como pirncipal missão dar liberdade ao homem. Devemos passar para nossos alunos a certeza de que cada um deles são construtores de sua própria história; que cada um tem uma missão essencial. Como posso ler no texto acima, o verdadeiro educador é aquele que ensina aprendendo e aprende ensinando, numa dinâmica em que a troca enriquece tanto o educador quanto o educando. Tenho, agora, ainda mais clareza de que a teoria e a prática devem se complementar reciprocamente, pois enquanto se aprende na teoria, devemos levar os alunos a ter uma prática que busque transformar a sociedade. Finalizo deixando a certeza de que este texto me provovou muito e me leva a repensar minhas concepções sobre a educação para me enriquecer e contribuir em minha formação como educadora. Muita obrigada!

    Comment by Érica da Silva Carneiro — Wednesday, 11 de April de 2007 @ 11:15:13

  5. Professora Tânia Esse texto nos faz refletir sobre qual o real papel da educação. O verdadeiro objetivo da educação é fazer com que o homem perceba a sua autonomia e o seu poder de transformação. O conhecimento deveria ser um estímulo à busca, que por sua vez seria um empurrão para a transformação, para a mudança. Por isso, como o próprio texto diz: "...e educador já não é aquele que apenas educa, mas o que, enquanto educa, é educado, em diálogo com o educando, que ao ser educado, também educa ...". Isso é lindo, pois enquanto há vida, há o que aprender. Espero que nós, educadores e futuros educadores, saibamos sempre ir em busca da verdade que pode vir através de livros, ou até mesmo do sorriso de uma criança, só o tempo irá dizer.

    Comment by Patrícia Maria — Wednesday, 11 de April de 2007 @ 18:11:40

  6. Olá Professora Tania Juliani Através deste texto pude perceber qual o papel da educação, que é construir a autonomia do homem. O diálogo se destaca também como a base de uma aprendizagem, onde ambos (educador e educando) aprendem uns com os outros. O conhecimento da própria história tem uma grande colaboração nessa formação de conhecimentos. Tudo isso que Paulo Freire coloca no texto leva nós a refletir sobre o nosso papel de educador que é essencial para auxiliar na formação do homem. A situação da educação hoje não nos convence, por isso é preciso que aconteça uma mudança, e isso vai depender de cada um de nós ir em busca da educação ideal.

    Comment by Iolanda Vieira — Friday, 13 de April de 2007 @ 02:26:44

  7. Essa leitura me levou a muita reflexão sobre qual a concepção de cidadãos que queremos formar? Paulo Freire frisa a idéia de que nós Educadores devemos interagir com os Educandos, não devemos ter a concepção de "doação" do conhecimento e sim transformação do conhecimento pré-existente em que ambos aprendem com a troca de informações, precisamos reformular a educação para que com ela possamos tranformar crianças em cidadãos críticos que explanem suas opiniões e idéias, reflexivos e que saibam discernir o que é importante para sua elaboração de conhecimento. Na aprendizagem tudo é interação: Interacão com o meio ou objeto de estudo; Interação com o grupo e respeito as opiniões divergentes; Interação Educador e Educando com dialogação do contexto. Não conseguimos aprender ou compreender determinado assunto sem a convivência e troca de informações, pois somos seres sociáveis.

    Comment by Andréia Ramos (Turma 1APGN - Pedagogia - USJT) — Friday, 13 de April de 2007 @ 13:05:07

  8. Este texto me fez refletir sobre o papel do educador na formação e transformação dos indivíduos, utilizando-se também de diálogos e trocas entre educador e educando. Onde o educador não está apenas educando mas ao mesmo tempo aprende e é educado enquanto está diálogando com seu aluno. Esta parte do texto chama a minha atenção pois sempre tive esta verdade dentro de mim, o pouco tempo que trabalhei com as crianças sei bem o quanto ensinei, e o quanto aprendi.

    Comment by Silvia Fernanda de Moraes Mena — Friday, 13 de April de 2007 @ 14:21:35

  9. Profº Tânia Esse foi a frase de Paulo Freire que mais me marcou nesse texto: "...e educador já não é aquele que apenas educa, mas o que, enquanto educa, é educado, em diálogo com o educando, que ao ser educado, também educa ...". Tenho certeza de que nada é tão importante em educação quanto isso: educar e ser educado. Obrigada pela oportunidade de aprender e ensinar. Espero no futuro manter esse diálogo comigo e com meus futuros alunos. Educar e ser educado será sempre o objetivo de um verdadeiro profissional da Educação. Um abraço.

    Comment by Daniela Lira — Friday, 13 de April de 2007 @ 19:02:09

  10. Professora Tânia, Este texto nos mostra, entre outras coisas, o quanto é importante o respeito do professor quanto aos conhecimentos prévios dos alunos, a troca que deve existir entre educador e educando (ambos devem ensinar e aprender continuamente) e o professor deve contextualizar os assuntos mostrados em aula, articulando-os com a realidade dos alunos, para que haja uma significação real para a aprendizagem. A conceção de Paulo Freire mostra o homem como um ser autônomo admirando o mundo e desprendendo-se dele e tsmbém a importância do educador descobrir-se como um construtor do "mundo da cultura", fazendo parte do mundo e utilizando-se dele para criar sua cultura, sem prejudicar a natureza. Obrigada por mais esta oportunidade de poder refletir. Evelyn

    Comment by MEIRE EVELYN N. MIGUEL — Friday, 13 de April de 2007 @ 19:04:59

  11. Esse texto nos mostra o quanto é importante dialogar, que o aluno precisa interagir com o professor para que haja aprendizagem, e que o educador ensina, mas também aprende muito com os seus educandos e o mesmo acontece com os educandos, eles aprendem e também ensinam muito os seus educadores. E se não estamos contentes com a educação atual em nosso país cabe a cada um de nós começar essa tranformação para que no futuro tenhamos a educação que todo brasileiro sonha. Obrigado!

    Comment by Bruna Nitri — Friday, 13 de April de 2007 @ 19:17:24

  12. Profª Tania Comprei recentemente e estou lendo aos poucos o livro "Pedagogia da autonomia" de Paulo Freire, e embora esteja só no começo, já identifiquei este texto com algumas mensagens do livro, como: o processo de aprendizagem é contínuo tanto para o professor quanto para o aluno. Não devemos encarar mais o professor como um mero transmissor de conhecimentos e o aluno como um depósito destas informações, pois ambos aprendem um com o outro. Esse deveria ser o objetivo da educação: formar pensadores livres, pois o conhecimento liberta. Torço que as idéias e pensamentos desse extraordinário educador espalhe-se por todos os cantos do nosso Brasil e principalmente sejam praticados, para que possamos mudar nossa realidade e conquistarmos a verdadeira autonomia e democracia.

    Comment by Silvianira — Friday, 13 de April de 2007 @ 20:22:59

  13. Professora Tânia, Lendo este texto senti a importância do diálogo recíproco entre professor e aluno, que constroem juntos novos conhecimentos e estabelecem a verdadeira comunicação da aprendizagem. Percebe-se, através da concepção de Paulo Freire, que a autonomia da pedagogia é dom a ser cultivado no dia a dia, pois é com ela podemos fazer a diferença daquilo que temos e daquilo que queremos. Depende de nós, da prática de nossas capacidades para transformar este mundo, num mundo melhor. Um mundo que valorize a vida num todo e favoreca para que ela exista, onde aja liberdade humana, respeito mútuo, amor ao que se constroe, busca no realizar sempre o melhor e tudo isso dando uma vida nova à pedagogia, a sua essência. O professor realmente é um oleiro, não aquele que unicamente pega a argila e coloca numa fôrma, mas aquele que cuida da argila (seus alunos) a respeitando, retirando aquilo que não é valido nela e acolhendo as suas mudanças, aprendendo com seu processo de transformação. Quero parabenizá-la por todo seu trabalho educativo e pela grande colaboração em um mundo melhor, numa educação mais afetiva, humana. Obrigada por nos dar esta oportunidade para uma boa reflexição.

    Comment by Paula Cristina Barreto de Moura — Friday, 13 de April de 2007 @ 23:17:48

  14. Professora Tânia, Nesse texto Paulo Freire mostra a importância, da troca de conhecimento e experiências vividas pelos alunos e professores. Além da importância de ensinar deve-se tornar o educando reflexivo, tendo como resultado um aluno crítico para as situações diversas do seu dia-a dia, sendo consciente dos seus atos. Esse texto pôde deixar mais claro a importância que tem o professor, em saber dialogar com seus alunos, pois a troca de vivencias será favorável para ambas as partes. O professor deve sempre estar aprimorando seus conhecimentos, dessa forma será um profissional capacitado para exercer a profissão de um educador que acima de tudo sabe entender o ser humano e suas dificuldades. Obrigada!!!!!!

    Comment by Maria Roméria de Oliveira — Saturday, 14 de April de 2007 @ 20:33:34

  15. Acredito que este texto quer nos passar a importância de se ter pessoas mais criticas no futuro, que não tolerem o desamor ao proximo, a desigualdade, a exploração infanti, que possamos nos conhecer uns aoos outros de verdade e não apenas ser julgados por nossa nacionalidade, educação, religião, aparencia; que o educador se aprimore para que sirva de ferramenta para este processo de total importância mundial e pararmos de apenas colocar a culpa no governo, no patrão, na falta de recursose começarmos a agir, agir em todos os campos que nos forem apresentados ou buscarmos eles e não nos colocarmos no papel de vitimas ,mas.....

    Comment by Bruna Iza dos SantoS Ribeiro — Saturday, 14 de April de 2007 @ 21:25:31

  16. continuação...masdo proprio caos que nos seres humanos causamos, estamos destruinos tudpo não estamos utilizando nossa inteligência para um bem maior, para o futuro de todos, estamos sendo egoistas.....

    Comment by Bruna Iza — Saturday, 14 de April de 2007 @ 21:56:55

  17. ...e intolerantes com as diferenças, nos esquecendo que o melhor do mundo é justamente saber que sou único e especial mesmo que faça parte de um grupo, mas que a minha liberdade termina quando começa a de outro ser tão especial e diferente comoeu, e que se não nos unirmos vamos continuar nos auto-exterminando e cabe ao eduacador instigar, estimular seu educando.....

    Comment by Bruna Iza dos Santos Ribeiro — Saturday, 14 de April de 2007 @ 22:15:47

  18. mesmo que indiretamente e nuca se esquecer tambem dele proprio buscar esse processo de mudança. A educação precisa estar aliada a reflexão do meio em que vivemos e a mudança do mesmo. Desculpe se me alonguei, isso foi quase um desabafo, talvez eu tenha saído um pouco do foco do texto mas quis ser o mais sincera possivel e escrever o que realmente senti lendo este texto, me deculpe outra vez por manda-lo em pedaços é que o computador que estou esta tendo um pire- paque( brincadeira) por favor comece a leitura de baixo para cima se não ela não vai fazer sentido obrigada desde ja. estamos esperando uma nova visita.Bruna Iza 1APGN USJT

    Comment by Bruna Iza dos Santos Ribeiro — Saturday, 14 de April de 2007 @ 22:23:46

  19. Profª tania juliani no texto paulo freire nos mosta como nos educadores devemos educar,o educador ensina e tambem aprende com o educando, e o dialogo com o aluno é primordial na educaçao pois temos que ser democraticos, tudo isso paulo freire mostra no seu texto e nos leva a refletir sobre nosso pepal de educador. muito obrgada! tatiane ribeiro 1° apgn usjt

    Comment by tatiane Ribeiro — Saturday, 14 de April de 2007 @ 23:27:12

  20. Indiscutivelmente Paulo Freire é um dos maiores educadores que já existiu. Não há como não admirá-lo e concordar com suas teorias. Esse texto nos faz refletir sobre o verdadeiro sentido de educar, algo mais que uma profissão. O professor deve estar sempre aberto para novos conhecimentos, inclusive absorver conhecimentos de seus educandos. Além do mais, o educador tem que estar sempre aprendendo e pesquisando, para poder formar pessoas que sejam capazes de mudar sua próprias realidades.

    Comment by Anahy Moraes — Sunday, 15 de April de 2007 @ 02:41:53

  21. Este texto é ótimo para refletir sobre a educação, comparando como ela está atualmente e com seria se todos os educadores colocassem em prática pelo menos um trechinho deste texto.Ficou claro para mim que é muito importante ouvir o aluno e não apenas ensinar mas aprender junto com o aluno, respeitando pois cada um tem uma história de vida. beijos Solange Prado.

    Comment by Solange Prado (USJT) — Sunday, 15 de April de 2007 @ 11:31:34

  22. com toda certeza, o ato de educar torna-se muito mais gostoso e valorizado quando existe a troca, quando a relação interpessoal torna-se perceptivel, compreendida e trabalhada, "quando aquele que ensina permite-se aprender e aquele que aprende permite-se ensinar". muito obrigado! por nos proporcionar esse momento de reflexão.

    Comment by Daniela Mendes Pereira — Sunday, 15 de April de 2007 @ 15:46:53

  23. Esse texto e muito bom para refletir sobre a educaçao e otimo conhecermos mais sobre esta,pois e nessa area que pretendemos trabalhar. E claro que quendo a troca de aprendizagem o ensino se torna mais facil trazendo assim maior conhecimentos para ambos os lados Para mim esse texto foi uma reflexao para a educaçao, nos passando novos conhecimentos e nos fazendo pensar como sermos no futuro. Professora Tania parabéns e obrigado por tudo que esta nos pproporcionando para que sejamos excelentes profissionais no futuro.

    Comment by thalita gonçalves dos santos — Sunday, 15 de April de 2007 @ 17:07:11

  24. Sobre esse texto, ficou clara pra mim a questão do conhecimento ao alcance de todos, mas de forma ativa, sujeito à mudanças.É importante o contato, a troca, o diálogo, que será possível ao enxergarmos completamente o outro, a sua realidade e aprendermos com ela também.Sendo assim é possível dia a dia interfeir nessa realidade na busca de uma transformação constante.

    Comment by Maria Edileuza de Brito Silva — Sunday, 15 de April de 2007 @ 17:57:06

  25. "... conhecer é interferir na realidade". Essa frase para mim resume esse texto tão sabiamente escrito. Se não for essa a nossa vocação de humanos, o aprender, o conhecer não farão o menor sentido. Se temos isso que foi escrito correndo nas veias e no coração mais do que mais um texto acadêmico lido, estamos deixando nossa assinatura no mundo e permitindo que muitos caminhem conosco assinando mundo afora.

    Comment by Ivani Aparecida Stanchi Zerbine — Sunday, 15 de April de 2007 @ 18:33:13

  26. É muito bom ver como Paulo Freire fala com propriedade sobre o tema educação e como ele deve ser tratado e aplicado. Para se educar é preciso respeitar a individualidade de cada um, é aplicar o diálogo para conseguir alvançar esse objetivo. O educador deve sempre ser educado e isso fica nítido nesse texto de Paulo Freire. O mundo muda a cada minuto e se não o acompanharmos como seremos capazes de formar outras pessoas? Como formaremos cidadãos críticos e conscientes, que tenham ciência do seu direito a liberdade? Pouco conheço sobre Paulo Freire, mas o pouco que sei e o muito que me interessa já fazem com que tenha verdadeira admiração por ele.

    Comment by Andréia Sena de Oliveira — Sunday, 15 de April de 2007 @ 18:40:18

  27. Paulo Freire explica a relação professor e aluno. Ele deixa claro que o educador, não só ensina, mas também aprende com os educandos. Na minha opinião o educador deve seguir ateoria e a proposta pedagógica, mas jamais deixar a prática de lado. Não devemos esquecer que tems autoridade, mas também temos que dar liberdade. Temos que ter respeito mútuo, sempre muito diálogo para podermos explorar a individualidade de cada educando e a sua capacidade entre os grupos na sala de aula, e que o olhar do professor esteja sempre voltado para a aprendizagem educativa.

    Comment by Rafaella Algarte — Sunday, 15 de April de 2007 @ 19:22:32

  28. Quando paulo Freire diz que: Não se pode separar a prática da teória, autoridade de liberdade, ignorância de saber, respeito ao professor de respeito aos alunos, e por fim ensinar de aprender.Acho que o texto se resume nisso tudo,o prfessor tem que ter prazer em ensinar não simplesmente fazer por fazer, o ser humano e cheio de inteligência,deve ser sempre estimulado,respeitando as sua diferenças, necessidades e dificuldades,mas sempre orientado para o aprender.O dialógo é fundamental eão só no aprender mas no dia a dia,permitindo expor nossas idéias e sentimentos e troca de saberes.Estou começando a ler Paulo Freire e a luta e a preocupação pela educação isso mostra que não foi em vão que ele teve grande destaque. Profª Tânia novamente Obrigada por partilhar conhecimentos.

    Comment by valeria mendes de lima — Sunday, 15 de April de 2007 @ 20:10:25

  29. O texto todo é maravilhoso, mas uma frase especialmente me marcou muito: "...e educador já não é aquele que apenas educa, mas o que, enquanto educa, é educado, em diálogo com o educando, que ao ser educado, também educa ...". Nós como futuos eucadores nunca vamos parar de aprender, vamos sempre buscar coisas novas, e nossos alunos tambem vão nos ensinar e muito, e temos que ter isso em nossas mentes, que apesar de pequeno, uma criança pode nos passar um gande conhecimento.

    Comment by Amanda Vasconcelos Mello — Sunday, 15 de April de 2007 @ 20:11:12

  30. Com relação a concepção problematizadora percebi que a educação é um processo dinâmico onde ocorre o contato com o mundo vivenciado e que está em transformação contínua. A relação dialógica deve existir entre o educando e o educador para se estabelecer um aprendizado mútuo. O conhecimento crítico é obtido através da reflexão, este item é o que deve ser trabalhado na educação brasileira para a formação de cidadãos que saibam exercer verdadeiramente sua cidadania e excluir as pessoas acríticas que infelizmente são formadas. Para Paulo Freire, a questão da identidade cultural, o reconhecer, é fundamental para a prática pedagógica. A educação é principalmente dialogante, ou seja, gera comunicação e conseqüentemente o aprendizado. O professor tem que “ser mais” do que ele pensa que é capaz de ser, tem sempre que buscar o novo, o aprendizado e pensar no melhor para poder transformar o mundo, é a intencionalidade citada no texto e que causa esse poder perceptivo diante dos fatos. O educando deve ser o construtor de sua própria cultura e resgatar sua auto-estima. O homem precisa de descobrir como sujeito da história, assim poderá interferir na realidade. Obrigada por mais este momento reflexivo!

    Comment by Juliana Gino de OIiveira — Sunday, 15 de April de 2007 @ 21:20:46

  31. PAULO FREIRE EXPLICA QUE O EDUCADOR APRENDE COM O EDUCANDO.TODOS OS CONHECIMENTOS DO ALUNO É ESSENCIAL E FUNDAMENTAL PARA SEU DESENVOLVIMENTO ESCOLAR,CONHECIMENTOS DE CULTURA ,RELIGIÃO SÓCIO POLÍTICO ,TUDO INFLUI EM SUA FORMAÇÃO ESCOLAR

    Comment by CAMILA CAVLCANTI FERNANDES — Tuesday, 17 de April de 2007 @ 19:01:13

  32. Olá Profª, muito bom o texto, comentarei sobre ele. Acredito que para dar certo qualquer tipo de relação (de amizade, de amor, fraternal e inclusive a de aluno-professor) é necessário que haja uma troca eficiente, de respeito de um para com o outro. Por isso a busca de auto-conhecimento, a certeza de nossa própria identidade se torna tão importante, já que o objetivo principal da maioria dos pedagogos é ampliar nossos diálogos, trocar conhecimentos e assim, multiplicá-los.

    Comment by Mariana Miwa Gondo — Wednesday, 18 de April de 2007 @ 15:07:50

  33. Professora Tânia Julianni Com esse texto pude compreender que nós como pessoas e principalmente como futuras pedagogas não podemos aceitar que as pessoas, as crianças, sejam tratadas com indiferença. Temos que ter amor ao próximo e como educadoras,nos doar às crianças!Entender a realidade social de cada uma delas e não só isso mas respeitar a realidade de cada um! E temos que estar em constante aprendizado para podermos ensinar melhor! Mari

    Comment by Mariana Guimarães - 1APGN — Wednesday, 18 de April de 2007 @ 15:25:34

  34. Professora Tânia Julianni, O bom professor deve estar sempre conversando com seus alunos, trocando experiências para se estabelecer um aprendizado mútuo, criança aprendendo com professor e o professor podendo acrescentar conhecimentos tanto de cultura, religião etc.. O professor que esta sempre aprimorando seus conhecimentos, será sempre um profissional capacitado de exercer sua profissão Aline

    Comment by Aline-1APGN — Wednesday, 18 de April de 2007 @ 16:42:36

  35. Olá Profª Tânia! O texto apresentado por Paulo Freire quis nos passar a idéia da relação como deve ser entre o professor e o aluno... Sempre devemos estar tendo trocas de conhecimentos, experiências, opiniões. Pois tanto o educador quanto o educanco estarão sempre aprendendo. O educando tem que ter o seu educador como um amigo, que possa ajudá-lo no que puder. Uma relação que tenha amor, amizade, respeito e compreensão. Obrigada por nos proporcionar esses momentos de reflexão! E parabéns pelo trabalho que realiza. Abraços

    Comment by Renata Ferreira - 1APGN — Thursday, 19 de April de 2007 @ 10:07:00

  36. atravez do texto de Paulo Freire vemos a luta que vem de longe, para mudar o conceito da didática hoje temos que tomar para nós esta mudança que começa nos professores ,de sua maneira de lidar com as crianças olhando como pessoas que tem capacidade de se comunicar e passar para nos suas culturas e vivencias, o educador tem que ter o olhar reflexivo, dar liberdade para que a criança desenvolva suas abilidades de uma maneira natural. espero que este modelo de educador venha crescer cada dia mais onde se respeita a individualidade de cada ser humano.

    Comment by Silvia correia da costa — Thursday, 19 de April de 2007 @ 13:01:11

  37. Esse texto de Paulo Freire, nos mostra a importância do diálogo entre alunos e professores, conheço pouco de Paulo Freire, mas já pude perceber que ele foi um grande educador que mudou a concepção da educação, pois o educador precisa ver seus alunos com carinho e com respeito para que possa ter a troca, de informações, de conhecimentos, de reflexão para enterdermos o significado de educando e educador.

    Comment by Andréia Cirilo Furlanetto — Thursday, 19 de April de 2007 @ 14:56:28

  38. Uma excelente reflexão Paulo Freire é realmente um mestre,das poucas coisas que ja havia lido sobre ele sempre procurando a comunicação entre o educador e o educando, para uma forma mais vantajosa de se ensinar, principalmente na educação. Obrigada por nôs ensentivar. Beijos, Ká.

    Comment by Karina Aparecida da Silva — Thursday, 19 de April de 2007 @ 17:21:04

  39. Olá Professora Tania, percebi neste texto como era a processo de educação “o homem na busca de sua identidade” a aprendizagem e o conhecimento que o adquiriu, com tempo, desda época do Paulo freire ,que tem que ter uma relação social, e como foi reconhecido esse papel na vida do homem, agora devemos mostrar o conhecimento, e passar, como ele mesmos diz numa pequena parte “como em relação à classe dos educandos, na minha opinião diz que como educador devemos passar o que sabemos, ao mesmo tempo aprender com os alunos, e o interessante e um modo de um professor lidar com o aluno, levar o conhecimento que faz criança se desenvolver, e soltar sua liberdade para sua cultura e sua natureza, fazendo que a criança venha crescer mais e mais o seu conhecimento, como diz no texto “Ensinar e aprender” Gostei bastante! Ótimo texto. Parabéns.

    Comment by Adriano — Friday, 15 de June de 2007 @ 17:47:16

Leave a comment

Report abuse Close
Am I a spambot? yes definately
http://taniajuliani.blog.terra.com.br
 
 
 
Thank you Close

Sua denúncia foi enviada.

Em breve estaremos processando seu chamado para tomar as providências necessárias. Esperamos que continue aproveitando o servio e siga participando do Terra Blog.